Miesperanza International University

Sociedade Psicanalítica Miesperanza

Programas Sociais

Os projetos sociais desenvolvidos pelos vários cursos do Miesperanza, em uma perspectiva de interdisciplinaridade, têm consolidado, ao longo dos anos, o compromisso social do MIESPERANZA com a sociedade onde está inserida e com a luta por uma sociedade mais igualitária, mais justa e mais democrática.

A REBRATES, utilizando de estratégia inovadora, baseou toda a sua atuação em grupos de trabalho voluntário, compostos por representantes de inúmeras entidades que se tornaram parceiros responsáveis por projetos em desenvolvimento. Hoje a REBRATES viabiliza diversos programas. Consolidou o portal, imprescindível instrumento de comunicação. Visando a inclusão digital, está ampliando o número de redes hospedadas. Procura aglutinar o 2º e o 3º setores, sensibilizar o 1º setor. Cadastra entidades, vem conseguindo novas parcerias, prepara-se para a capacitação de pessoas através de cursos à distância, estabelece intercâmbio de informações, engaja-se em campanhas nacionais de prevenção etc.

O resultado dessa atuação tem sido bastante satisfatório e muito palpável.

O MIESPERANZA está na rede RTS. O RTS Mobiliza o conjunto de organizações não-governamentais, movimentos sociais, regionais ou nacionais que representa e o MIESPERANZA faz parte desta rede.

O MIESPERANZA está na rede FBOMS. O FBOMS tem como missão, a unificação entre as questões sócio-econômicas e ambientais na busca de um desenvolvimento sustentável, com a finalidade de atingir uma sociedade mais justa, eqüitativa e ambientalmente correta.”

O MIESPERANZA É REGISTRADO NO CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO.

Muitos de nossos ex-alunos, já inseridos no mercado de trabalho estão, dedicando-se a pesquisas, buscando assim, contribuir de forma cada vez mais eficaz para uma melhora significativa de nossa sociedade. O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) é uma agência do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) destinada ao fomento da pesquisa científica e tecnológica e à formação de recursos humanos para a pesquisa no país. Sua história está diretamente ligada ao desenvolvimento científico e tecnológico do Brasil contemporâneo. Além de participar do CNPq, a comunidade científica e tecnológica do país participa também em sua gestão e política por meio dos Comitês de Assessoramento, de Apoio Técnico -Cientifico, várias entidades de ensino, dentre elas o MIESPERANZA.

Como montar um Projeto Social???

PROJETO SOCIAL NA CIDADE DE ITAPEMIRIM- ES

COMO MONTAR UM PROJETO PASSO A PASSO

Projetos nascem de diversas maneiras, seja por meio de uma ideia que proponha a solução para a necessidade de uma comunidade ou empresa, seja a partir de um problema concreto a ser resolvido ou de um desejo a ser satisfeito.

Estabelecer os objetivos que se pretende alcançar e aqueles que serão beneficiados a partir da ação são, então, os primeiros passos para a construção de um projeto social.

Na etapa seguinte, é preciso iniciar a elaboração de um plano de ação que contemple todas as atividades que serão realizadas para alcançar os objetivos propostos. Aqui, é necessário ficar atento ao tempo de duração do projeto, já que será necessário indicar as etapas a serem percorridas para se alcançar os objetivos. Um plano de ação detalhado precisa mostrar a ordem de todas as ações propostas e como estas se relacionam no desenrolar das atividades.

Apostar na criatividade e buscar caminhos nem sempre óbvios podem ajudar a sua organização a se destacar na hora de propor um projeto. Aposte no trabalho minucioso para avaliar os resultados após a finalização do plano. Quais mudanças ele alcançou? O que precisa ser melhorado?

Mas, afinal, quem avalia se o projeto está desenhado na direção certa? O gerente do projeto. Uma gerência experiente é capaz de fazer uma verdadeira mágica, tornando um sucesso projetos fadados ao fracasso. A gestão de projetos é mais do que uma ciência. É uma arte. 

AS FASES DE UM PROJETO

Para fornecer um modelo equilibrado e abrangente, capaz de permear toda a vida de um projeto, o PMD Pro propõe fases de seis etapas. São elas:

1) Design e identificação: é nessa fase que são investidos tempo, recursos e esforços para definir as necessidades, explorar as oportunidades, analisar o ambiente, cultivar relacionamento, gerar confiança, criar parcerias e alternativas de design. Trata-se de uma fase de extrema importância, já que é nela que se definem a estratégia e a estrutura operacional dentro da qual o projeto irá se desenvolver.

A equipe da Ink, quando gerencia um projeto ou programa social, gasta, pelo menos, 50% da sua energia de trabalho no desenho e identificação, tamanha é a importância dessa etapa em projetos de impacto social.

2) Definição: é aqui que ele começa de fato. É durante essa fase que ele é oficialmente autorizado e os padrões gerais são definidos e comunicados aos interessados na ação. A estrutura de governança do projeto também é estabelecida nesse momento;

3) Planejamento: nessa etapa é necessário que a equipe desenvolva um plano de implementação detalhado e abrangente que forneça um modelo para todo o trabalho que será executado;

No planejamento de projetos, é importante definir todos os questionários que servirão como base da avaliação do projeto, além do escopo e detalhamento das atividades e da montagem do plano de monitoramento e avaliação. Na Ink, nesta fase, garantimos que o investimento da parte interessada no projeto seja plenamente maximizado.

4) Implementação: aqui, é preciso liderar e gerenciar a execução do plano de implementação, o que inclui a liderança da equipe, resolução de problemas, o gerenciamento  da equipe  e a integração  dos diferentes elementos do plano de projeto;

5) Monitoramento, avaliação e controle: essa fase se estende por toda a vida do plano desenhado e colocado em prática, e tem o objetivo de medir continuamente o andamento das atividades, identificando possíveis ações corretivas;

A Avaliação, algumas vezes, somente é realizada com o apoio de consultoria externa, em especial quando o gerente de projetos entende que não pode deslocar seus funcionários de uma atividade para outra – ainda mais quando parte de sua equipe estiver trabalhando em uma atividade crítica em seu projeto. A Ink é especialista na Avaliação de Resultados de Impacto. Fale com nossa equipe. 

6) Transição para o final: essa fase inclui a implementação de todas as atividades de transição que precisam ocorrer no final, como a confirmação de resultados, a coleta de lições aprendidas e a complementação das atividades de encerramento administrativo, financeiro e contratual.

GERENCIAMENTO É FUNDAMENTAL

Cada projeto é único: tem um objetivo, contexto, recurso, relacionamento e desafios. No entanto, o êxito está, diretamente, ligado à eficácia do gerenciamento de todas as fases que compõem a ação.

As ferramentas para o gerenciamento de projetos não são complexas. A prática, no entanto, pode tornar tudo muito mais complexo em razão do cenário do projeto. Prazos apertados, incertezas e restrições orçamentárias são os desafios. Para ser bem-sucedido, é preciso utilizar as metodologias certas, que evitem o atropelamento de importantes etapas.

Na área social, nos últimos dez anos, vem se espalhando a linguagem única do PMD, a metodologia de gerenciamento de projetos para profissionais de projetos sociais. O PMD identifica seis disciplinas de gerenciamento especialmente importantes no setor de desenvolvimento de um projeto. São elas:

  • Gerenciamento de escopo
  • Gerenciamento de tempo
  • Gerenciamento de recursos
  • Gerenciamento de riscos
  • Gerenciamento da justificativa
  • Gerenciamento das partes interessadas

Nos cursos da Ink de gerenciamento de projetos de impacto social o aluno recebe a capacitação necessária para apoiar a atuação de gestores de projetos sociais com metodologias práticas e efetivas. Acesse e saiba mais sobre as opções de cursos oferecidas.

Pular para a barra de ferramentas